Notícias

11 de Julho, 2017

França colocará fim à venda de carros a diesel e gasolina em 2040

 

FonteA França anunciou nesta quinta-feira (6) que colocará fim à comercialização de veículos a diesel e a gasolina em 2040, como parte de um plano para atingir os objetivos do acordo internacional de Paris contra as mudanças climáticas.

— Anunciamos o fim da venda de veículos a gasolina e diesel para 2040 — declarou o novo ministro de Ecologia, Nicolas Hulot, ao apresentar o "plano clima" do governo.

Hulot admitiu que a meta anunciada será "árdua", especialmente para os fabricantes. Trata-se de uma "verdadeira revolução", mas as condições para isso "estão reunidas", acrescentou.

— Nossos próprios fabricantes (de automóveis) têm como alimentar e encarnar esta promessa, (...) que é também uma questão de saúde pública —  disse.

Leia mais:
Trump anuncia saída dos EUA do Acordo de Paris
China seguirá respeitando Acordo de Paris sobre o clima, diz primeiro-ministro
Para especialistas, prazo final para evitar catástrofe climática é 2020

A França fabrica o carro 100% elétrico mais vendido na Europa, o Renault Zoe, que ultrapassa por pouco as vendas do Mitsubishi Outlander PHEV e do Nissan Leaf.

A fabricante sueca Volvo Cars anunciou na quarta-feira (5) que a partir de 2019 lançará apenas modelos elétricos ou híbridos, sendo a primeira a prometer o "final histórico" dos veículos equipados apenas com motor de combustão. Hulot citou o caso da Volvo ao fazer seu anúncio, que faz parte de um plano para que a França seja um país "neutro" em emissões de dióxido de carbono em 2050.

Hulot é um ativista ambiental veterano, e sua nomeação pelo presidente Emmanuel Macron foi interpretada como um sinal animador para a luta contra as mudanças climáticas. Vários países anunciaram querer reduzir drasticamente o número de carros altamente poluentes nas estradas em favor de híbridos e elétricos, mas até agora poucos elaboraram promessas concretas.

— Nos interessa estar entre os pioneiros. Quanto antes investirmos, antes contaremos com a tecnologia adequada e estaremos melhor situados na esfera industrial e trabalhista — disse à rádio francesa France Info o responsável do World Wildlife França, Pascal Canfin, saudando o anúncio de Hulot.

Fonte: Zero Hora

Notícias anteriores

Fepam reduz estoque de processos à espera de licenças...

O estoque de processos que aguardam análise técnica para receber licença ambiental da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) caiu de 12.752...

08 de Fevereiro, 2018 leia mais

Ibama autua 2 mil empresas do setor madeireiro por fraudes no...

Operação realizada pelo Ibama para combater fraudes no pagamento da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA) por empreendimentos madeireiros na...

06 de Fevereiro, 2018 leia mais

FONTE LIMPA EM EXPANSÃO

NOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS, O NÚMERO DE UNIDADES GERADORAS DE ENERGIA SOLAR NA SERRA GAÚCHA PASSOU DE 4 A 261

02 de Fevereiro, 2018 leia mais

Como vai funcionar o novo sistema de controle de Manifesto de...

Já está disponível desde o dia 29/01/2018 o sistema on line que moderniza o controle sobre a movimentação de resíduos no estado do Rio Grande do...

02 de Fevereiro, 2018 leia mais

Novo sistema de MTR entra no ar hoje dia 29 de janeiro

O novo sistema online de Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR) entra no ar hoje, segunda-feira (29).

29 de Janeiro, 2018 leia mais

Divulgados dados referente a Gestão de Resíduos Sólidos...

Os números referentes à geração de RSU revelam um total anual de quase 78,3 milhões de toneladas no país, resultante de uma queda de 2% no montante...

11 de Janeiro, 2018 leia mais
  • Página 1 de 18
  • >