Notícias

28 de Março, 2018

Carta aberta ABAS – A Falsa Privatização do Aquífero Guarani

Diante das falsas noticias sobre a privatização do Aquífero Guarani, a ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, por ser a entidade que congrega os profissionais que atuam no setor de Águas Subterrâneas no Brasil, uma cadeia produtiva com mais de um milhão de empregos, vem a público para esclarecer, de forma respeitosa e democrática, o tema em questão:

O Artigo 26 da Constituição Federal, Inciso I, estabelece a dominialidade estadual dos recursos hídricos onde diz que “as águas superficiais ou subterrâneas, fluentes, emergentes e em depósito, ressalvadas, neste caso, as decorrentes de obras da União, são bens dos Estados”.
Todos os estados brasileiros possuem sua Política Estadual de Recursos Hídricos, em que  um órgão estadual tem o poder de conceder a outorga, ou seja, o ato administrativo que permite o efetivo exercício do direito de acesso à água e o controle quantitativo e qualitativo de seus usos múltiplos.
O abastecimento das cidades é feito por companhias de saneamento estaduais, municipais e privadas, sob fiscalização de agências regulatórias estaduais, cabendo destacar que o plano de utilização de recursos hídricos dessas companhias é submetido à aprovação pelos órgãos gerenciadores do Estado. 

    Considerando os instrumentos de gestão existentes, tais como Planos Estaduais de Recursos Hídricos, Planos Diretores de Recursos Hídricos de Bacias Hidrográficas, Outorga do Direito de Uso, Sistema Estadual de Informações sobre Recursos Hídricos, Enquadramento dos corpos de água em classes, segundo seus usos preponderantes, Cobrança pelo uso da água e Penalidades, a atual diretoria da ABAS, ouvido seu Conselho e representantes, esclarece:

O Estado dispõe de excepcionais ferramentas de controle e gestão dos recursos hídricos.
O país dispõe de um sistema de Comitês de Bacia moderno e funcional, que permite que todos os setores  da sociedade – os responsáveis diretos pela gestão, os usuários (fundamentalmente a população, mas também os setores industriais e do agro negócio, do lazer e outros), a sociedade civil, as Universidades e Centros de Pesquisas, as Organizações Não-Gevernamentais – se façam representar e possam fiscalizar, de modo a assegurar que os processos sejam mantidos dentro do interesse de toda a sociedade e que o equilíbrio atingido seja refletido junto aos órgãos Gerenciadores.
Os estados e a federação dispõem de ferramentas de gestão, controle e cobrança pelo uso da água, com punições a quem ocasiona danos à sua qualidade.

Resta, portanto, patente, claro e cristalino que o governo federal não possui instrumentos legais para privatizar qualquer aquífero, por menor que seja. 


A ABAS, cumprindo seu dever de cidadania esclarece  que a notícia privatização do Guarani é totalmente falsa.

 

José Paulo Godoi Martins Netto

Presidente da ABAS

Notícias anteriores

RS já recolheu mais de 10 toneladas de lâmpadas fluorescentes

Com o intuito de promover a logística reversa e evitar a contaminação do meio ambiente, o Rio Grande do Sul implementou um programa de reciclagem de...

18 de Abril, 2018 leia mais

Confira nova regra sobre Resíduos de Serviços de Saúde

Resolução trata sobre as práticas de manejo, armazenamento, coleta e transporte dos resíduos e de seu destino final de acordo com o grupo de risco.

16 de Abril, 2018 leia mais

Economia circular defende que eletrônicos sejam criados para...

O Brasil está próximo de atingir a marca de um celular por habitante, conforme estimou uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas. A instituição apontou...

09 de Abril, 2018 leia mais

Sema disponibiliza acesso para facilitar cadastro de poços

A Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) disponibilizou na capa do site da Sema o acesso ao Sistema de Outorga de Água (Siout) para...

06 de Abril, 2018 leia mais

Carta aberta ABAS – A Falsa Privatização do Aquífero...

Diante das falsas noticias sobre a privatização do Aquífero Guarani, a ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, por ser a entidade que...

28 de Março, 2018 leia mais

20 ANOS DE ATUAÇÃO NA AREA AMBIENTAL: GLOBAL ENGENHARIA...

“SOMOS TRAJETÓRIA, SOMOS FUTURO!” com esse slogan a Global Engenharia Ambiental iniciou na noite desta terça, 20/03, no Hotel Intercity de Caxias do Sul,...

21 de Março, 2018 leia mais
  • Página 1 de 20
  • >